quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Perturbação


Postando esse poema especialmente para a Emiliana Paiva ^^ 

Perturbação
Amar,
assim de verdade
não sei se te amo,
mas que tu me perturbas
perturbas!


Fica impossível não te contemplar
embasbacado.
Por mais que eu procure
não vejo imperfeição.


Amar,
assim de verdade
não sei se te amo
mas que tu me perturbas
perturbas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Decifra-me e devoro-te