quinta-feira, 31 de março de 2011

Trânsito



Trânsito

Não existe mão ou contramão
no transito de minha alma.


Sinais vermelhos só para o egoísmo

Sinais verdes para novos amigos e antigos amores

FotoSensores de sonhos e desejos

Multa por excesso de ausência

Não existe mão ou contramão
no transito de minha alma


Sobre o Autor:
Talles Azigon
Talles Azigon é Poeta,Contador de Histórias e Produtor Cultural, um dos poetas e produtores do Templo da Poesia e produtor cultura do Centro Cultural Banco do Nordeste, também pesquisa e insere a poesia nas suas contações de histórias.

2 comentários:

  1. como não comentar e parabenizar poemas tão lindos e tão intensos!

    amei seus poemas e ja estou te seguindo, vou aproveitar e levar um deles para postar em meu blog com sua licença e autoria para que mais amigos venham conhecer que pedacinho de céu é este espaço.

    um bju carinhoso!

    fatti.

    ResponderExcluir

Decifra-me e devoro-te