quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Do que a gente tem


do que a gente tem

O que a gente tem
é invisível
não tem nome
e não pode ser dito

O que a gente tem
é clandestino
pecado originalíssimo
fruto proibido

O que a gente tem
é o repreensível
soma de dois mais dois
igual a cinco

Tudo por causa de quem?
Que foi que inventou o abismo?
Quem disse, de tão importante,
que eu até quase acredito

se o que a gente tem
é mais profundo
e mais bonito
que a mentira
do infinito. 

Talles Azigon

2 comentários:

Decifra-me e devoro-te