sábado, 4 de fevereiro de 2012

Pena de Deus

Foto do Filme Orações para Bob
As senhoras varrem calçadas.
Muitos se esqueceram de limpar suas almas.
Assassinos em nome da lei,
Assassinos em nome do Rei.
As senhoras,
Empregadas ou patroas,
Impassíveis aos acontecimentos,
Desconhecem que em nome do amém
Muitos jovens
Estão morrendo,
Por fora e por dentro.
E Deus vai embora
Para outro multiverso
Pois não quer ser testemunha
Da loucura motivada
Pelo poder
Pela prata
Pela ignorância violenta
Alienante
Estampada na cara
Dos fiéis
Infiéis à vida.


Um filme para sentir ainda mais esse poema

3 comentários:

  1. Oi Talles,
    O poema é lindo e se fosse mais light ia para o "Gosto disto!" (o meu blog é light e o poema é mais denso). Parabéns por mais uma obra prima!
    Beijos 1000 e um ótimo final de semana para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  2. O poema tem em sua essência uma beleza triste contra a ignorância, o preconceito e hipocrisia humana. O filme tamb´me tem uma mensagem excelente.
    Minha única objeção vai para a ideia de Deus. Deus, ou ele não existe, ou não está nem aí...ou é um sacana.
    Os erros humanos são humanos. E deus é desculpa.É nada.

    Objeções a parte, bela escrita.

    ResponderExcluir
  3. Posso não concordar muito com o que você escreveu. Mas, aceito que você escreva o que quiser.

    ResponderExcluir

Decifra-me e devoro-te